A Caminhada das vitoriosas tingirá de rosa o Parcão neste domingo

A luta contra uma doença que além de atingir fisicamente, atinge o lado psicológico e emocional da mulher, principalmente por conhecer o quadro, ter convivido com pessoas próximas com este quadro é que esta divulgação é tão necessária. A caminhada é mais um passo para esclarecer e conscientizar sobre a prevenção e tratamento sobre esta importante causa  de mortalidade de nossas bravas mulheres gaúchas (e brasileiras).

“A conscientização é a principal arma na luta contra o câncer de mama. Trata-se de uma doença que, se descoberta cedo, pode ter até 95% de chances de cura. No entanto, nossos índices de mortalidade, em especial no Rio Grande do Sul, continuam elevados”, afirma a mastologista Maira Caleffi, presidente do IMAMA. “Precisamos conscientizar nossas mulheres, nossos governantes e profissionais de saúde sobre a importância da detecção precoce. É inaceitável que se morra tanto de uma doença que pode ser curável em praticamente todos os casos”, ressalta.

Números da doença – No Brasil, a cada 100 mil mulheres, há uma média de 49 casos da doença. Assim como nos demais países em desenvolvimento, a sobrevida média após cinco anos é de 57%. Na população mundial, é de 61%, enquanto nos países desenvolvidos aumenta para 73%. A diferença se dá, em especial, pelo investimento continuado dos países desenvolvidos em programas nacionais de detecção precoce do câncer de mama.

Só em 2009, mais de 1,5 milhão de mulheres foram acometidas por câncer de mama no mundo. Em Porto Alegre, a doença é a primeira causa de óbito nas mulheres em idade fértil e a segunda em todas as faixas etárias. Neste ano de 2010, devem surgir 1040 novos casos na capital dos gaúchos, de acordo com dados do INCA – Instituto Nacional de Câncer.

Conforme informações da ONG americana Susan G. Komen for the Cure, a cada 24 segundos é diagnosticado um caso de câncer de mama no mundo. A cada 68 segundos, uma mulher morre devido a esta doença. Mais da metade dos casos acontece em países em desenvolvimento. Segundo o INCA, o câncer de mama é a maior causa de óbitos por câncer na população feminina, principalmente na faixa etária entre 40 e 69 anos.
 
Para participar – A Caminhada das Vitoriosas é aberta à comunidade. Além das mulheres que passaram pela doença, o evento reúne, também, familiares, amigos, profissionais da saúde e pessoas solidárias com a causa. Para adquirir a camiseta da Caminhada, no valor de R$ 10,00, os interessados devem entrar em contato com o IMAMA, através do site www.imama.org.br, pelo telefone (51) 3264 3000 ou na sede da instituição, na Rua Ramiro Barcelos, 850. Em Porto Alegre, as camisetas também poderão ser adquiridas em 20 pontos de venda da Panvel Farmácias.

IMAMA – O IMAMA é uma organização sem fins lucrativos, reconhecida pelo Ministério da Justiça como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), que atua diretamente nos processos de educação, reabilitação, articulação e mobilização social em favor da saúde da mama.
 
 

Comentários

  1. Muito legal a iniciativa, torço para que seja um grande sucesso e que atinja as metas programadas.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente ainda temos tantos óbitos que poderiam ser evitados com a prevenção..Parabéns gaúchas pela iniciativa.
    Parabéns pelo artigo.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Amigo, gostei de saber da ideia e iniciativa. vale indicaçao.

    ResponderExcluir
  4. Olá Geraldo, meu querido!
    Importantíssimo alerta sobre uma doença que muitas mulheres só levam a sério quando é tarde demais! Porém, com atos como o seu, de conscientização, esperamos que esse quadro mude e que as mulheres possam caminhar para um futuro melhor, saudável e com menos mortes!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir

Postar um comentário