A crise que atinge o Rio Grande é mundial

não terminou
Revoulção de 1893 : a nódoa na história do rio Grande
A grenalização do Rio Grande é sempre a mesma: ora as raposas assumem o poder e os lobos falam mal e vice-versa. Para quem não é familiarizado com as coisas neste extremo sul do Brasil, funciona assim desde o século XIX, quando uma violenta (e sangrenta) disputa politica, a revolução de 1893 protagonizou atos de selvageria com os massacres de Rio Negro (de chimangos) e Boi Preto (de maragatos).

Hoje nenhum governador (desde a redemocratização pós 1964) conseguir reeleger-se (quando estava apto) ou eleger seu sucessor.

O que era uma briga de pica-paus x maragatos virou uma disputa entre aliados do PT contra aliados do PMDB (citando fatos atuais), só com o atenuante de ninguém é degolado fisicamente, mas os "assassinatos" de reputações correm soltos pelos campos do Rio Grande. 

A moderação tão ao gosto de certos governadores, não encontra ecos em seus adversários sempre prontos ao quanto "pior, melhor"... 

E assim ficamos nesta "eterna" e desagradável disputa de opiniões, com gestos largos, muito mais para prejudicar adversários que pelo interesse do Rio Grande, alguns até tentam, mas a radicalização tira proveito da inércia e falta de apetite de certos políticos.

Aqui vende-se gato por lebre (sempre super-faturada) várias vezes, não entrega e ainda reclama do comprador, que está o extorquindo com  oferta tão baixa, queremos uma "vaga" nas benesses que o habitante do Palácio Piratini, com sua caneta mágica, faz brotar recursos que não aparecem em lugar algum. 

Somos a promessa de estado do futuro, mas com o pesadelo do presente, pensando bem, com os ventos que ora sopram para leste e ora para oeste, sempre poderemos piorar o futuro com este presente que não acaba.

E com a decisão da Rede Walmart (de não boa "fama" por aqui) de fechar unidades no Rio Grande com baixo desempenho, bastou para discursos contra o atual inquilino do Piratin, o criticando pela rede fechar, não olhando que a empresa (que tem fins lucrativos) está redimensionando sua estratégia global de negócios e não um estado do Brasil que está interferindo no seus negócios.

Ahhhh, a revolução de 1893 não terminou, pelo menos metaforicamente estamos neste Gre-nal de Pica-paus x Maragatos para muito, muito tempo ainda.
Share on Google Plus

About Geraldo V Laps

         
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro.

0 comentários:

Postar um comentário