Inferno Astral da OAS









A OAS faz parte do "clube do bilhão", que teve suas operações apuradas na Operação Lava-Jato,   responsáveis por obras em 7 dos 12 estádios da Copa do Mundo, uma das construtoras teve mais um problema para preocupar-se:  Prefeitura de Porto Alegre revogou termo que desobrigou OAS de realizar obras do entorno da Arena do Grêmio. 

Este documento desobrigou a empresa de realizar obras no entorno da Arena do Grêmio e transferiu a responsabilidade para o município. Outras melhorias, que estavam previstas, foram excluídas desse contrato.

Para não ingressar na Justiça contra a prefeitura e a construtora, a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público cobrou que esse termo fosse revogado. Desde abril, a prefeitura já indicava que faria o cancelamento.

A OAS já reconheceu a competência em realizar, pelo menos, parte das obras de melhoria no entorno. A outra parte seria discutida em ação na Justiça gaúcha. A construtora ainda não apresentou quais obras que irá realizar e quais não vai se comprometer.

Nada pior para uma empresa que mostrar que não consegue cumprir termos ajustados com o Poder Público, veremos qual será a atitude da empresa, para noticiar por aqui.


Comentários