Festival de Gramado: A Estrada 47 vence








E mais uma vez o Festival de Gramado se encerra com chave de ouro, e premia um filme que retrata a história da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, ainda pouco valorizada e pouco divulgada. A participação brasileira, em sua campanha na Itália, foi de fundamental importância para os aliados, a medida que vários locais foram vencidos graças a bravura dos "pracinhas" brasileiros.

O filme vencedor do Kikito de Melhor Filme,  "A Estrada 47", de Vicente Ferraz, retrata que na Segunda Guerra Mundial, o Brasil era aliado dos Estados Unidos, Inglaterra e França. 

Na época, foram encaminhados mais de 25 mil soldados da FEB (Força Expedicionária Brasileira) para combater os inimigos, representados pelo Eixo: Alemanha, Itália e Japão. 

Quase todos de origem pobre e, em sua maioria, despreparados para o combate, os pracinhas tiveram que aprender na prática a lutar pela sobrevivência. Depois de sofrerem um ataque de pânico coletivo, no sopé do Monte Castelo, os soldados Guimarães (Daniel de Oliveira), Tenente (Julio Andrade), Piauí (Francisco Gaspar) e Laurindo (Thogum) tentam descer a montanha, mas acabam se perdendo um do outros. 

Quando conseguem se reencontrar, precisam decidir se retornam para o batalhão e correm o risco de enfrentar a Corte Marcial por abandono de posto, ou voltam para a posição da noite anterior e se arriscam a enfrentar um ataque surpresa do inimigo. É quando conhecem o jornalista Rui (Ivo Canelas), que conta sobre um campo minado ativo e eles acham ser essa a chance de se redimirem da mancada que cometeram, mas muita coisa ainda está por acontecer e a guerra está longe de acabar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário