A etica, a representatividade e discursos vazios

Não tenho costume de falar de política neste blog, mais voltado a noticias do Rio Grande do Sul, porém certo fatos forçam-me a mudar, pelo menos hoje de atitude. Em um momento decisivo das eleições para governador do RS, os debates na TV reúnem sete postulantes ao Palácio Piratini, sendo que quatro com nenhuma ou insignificância perante a representatividade requerida pela população.

A nossa legislação peca por misturar "candidatos inexpressivos" com os reais postulantes. 


Não dá para saber realmente o que de melhor se tira com esta fórmula, já que se perde tempo em conhecer os candidatos.

Ou entar "plantar" candidaturas de terceiros para ajudar os melhores colocados, fazendo "parede" ou servindo de "escada" para atitudes nem um pouco éticas contra seus adversários, agindo assim não arriscam suas imagens com os pretensos eleitores.

É a ética jogada no lixo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário