Comemoração tradicionalista na festa junina

Foto:Adriana Franciosi
A escola que foi berço do tradicionalismo gaúcho fez uma festa junina bem diferente da tradicional comemoração caipira. Neste ano, o Colégio Júlio de Castilhos, na Capital, trocou o pinhão e a pipoca pelo carreteiro de charque e deixou o ambiente o mais gauchesco possível. Professoras, diretoras e assistentes das escola estavam devidamente pilchados, tomando chimarrão e ouvindo música gaudéria.

O conhecido casamento na roça foi trocado pela apresentação do repentista gaúcho Vitor Hugo. Até o ex-aluno e criador do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) Paixão Côrtes aproveitou para participar do festejo. De agora em diante, a escola afirma que as todas as comemorações de São João serão feitas à moda regionalista.

— No princípio, os alunos resistiram a ideia, mas agora já estão gostando e participando - afirma a diretora Leda Oliveira Gloeben.

Outras ações serão feitas ainda este ano para reforçar o tradicionalismo na escola. A ideia do MTG é oferecer aos alunos oficinas de chimarrão, dança e culinária tipicamente gaúchas.

— Outras culturas estão ganhando força porque o tradicionalismo não se impõem. Essas ações vão reforçar a importância dos elementos gaúchos nessa escola, que é amada por todos como o local de nascimento do nosso movimento  diz o coordenador da 1º região do MTG Cesar Comazzini.

4 comentários:

  1. Olá amigo Geraldo!
    Sabe, quando eu era pequeno sempre iamos pilchados para a festa junina. Só não tinha o chimarrão. :-)
    Acho interessante a adoção das nossas tradições.
    Forte abraço, Fernandez.

    ResponderExcluir
  2. Rsrsrsr .. ja não se fazem festas juninas como antigamente .... rsrsr

    ResponderExcluir
  3. Amigo Geraldo, essas festas regionais e tradicionais são ótimas. É uma pena que em São Paulo não se vê muitas festas juninas como antigamente. O que mais tem por aqui, no momento, são as festas juninas realizadas nas igrejas, com barracas de comidas e bebidas, mas sem as tradicionais quadrilhas e danças folclóricas. Parabéns pela postagem. Abraços. Roniel.

    ResponderExcluir
  4. mas bah q bela iniciativa
    acho mesmo q temos q reforça nossa cultura
    q anda se perdendo
    naum ouço mais musica gaúcha
    os grupos gachos viraram maxincheiros
    o q é uma pena
    aaa paixão Corte
    povo naum vai muito com a cara dele
    mas eu como fui criada dentro da tradição gaucha
    tenho ele como um idolo
    bjim

    ResponderExcluir

@pharispoa