Producao de grãos do Rio Grande do Sul vai ser recorde

O Rio Grande do Sul foi objeto de disputas entre Portugal e Espanha desde o século XVII.  Em 1737, uma expedição militar portuguesa comandada pelo brigadeiro José da Silva Paes foi enviada para garantir aos lusitanos a posse de terras no sul, objeto de disputa entre Portugal e Espanha. Para efetuar essa posse militarmente, José da Silva Pais construiu nesse mesmo ano um forte na barra da Lagoa dos Patos, que é a origem da atual cidade de Rio Grande, primeiro marco da colonização portuguesa no Rio Grande do Sul.

Grupos de alemães começaram a chegar a partir de 1824 e de italianos após 1875. O objetivo era ocupar o espaço do estado, afim de fortalecer as fronteiras, formar batalhões estrangeiros e fomentar a economia.

Em meados de 1880, o estado apresentava uma economia de caráter fundamentalmente agropecuário, dividida em duas matrizes socioeconômicas: a atividade ligada à pecuária e ao charque na região da Campanha (sul do estado) e a agricultura e o artesanato colonial na Serra (norte do estado).

A noticia da semana, divulgado pela assessoria de imprensa da  EMATER/RS , nos dá a estimativa da super-safra:

É de 24,373 milhões de toneladas o volume final da safra de grãos 2009/2010 do Rio Grande do Sul, um recorde na história da colheita de grãos no Estado. O levantamento foi concluído pela Emater/RS-Ascar e apresentado na tarde desta quinta-feira (20) pelo secretário da Agricultura, Pecuária, Pesca e Agronegócio, Gilmar Tietböhl, e pela presidenta da Emater/RS, Águeda Marcéi Mezomo. Ao conhecer os números, a governadora Yeda Crusius comemorou o resultado da supersafra, que se deve ao aumento da produtividade e aos investimentos em tecnologia.

A colheita da safra 2009/10 no Rio Grande do Sul está chegando ao final, com números que deixam os produtores rurais bastante entusiasmados. Apesar da apreensão no início do plantio, causada pelo excesso de chuvas nos meses, outubro, novembro e início de janeiro, reflexo do fenômeno El Niño, as condições meteorológicas foram positivas nas demais fases das culturas.

O levantamento realizado pela Emater/RS-Ascar, para as culturas do arroz, milho, soja, feijão e trigo, indica uma safra de 24,37 milhões de t. Esse volume é 10,8% superior à safra anterior e 5% maior que a de 2007, quando o RS colheu 23,19 milhões de t, a maior até então.

A arte abaixo foi feita pelo Jornal do Comércio, baseado nas informações da EMATER/RS

2 comentários:

  1. Ótima noticia, depois das secas e cheias de outros anos quando perdeu muita produção e produtividade.

    ResponderExcluir
  2. QUE POST FASCINANTE!
    AMIGO GERALDO, que excelente notícia... Parabéns a esse povo guerreiro!
    É com Liberdade, Igualdade e Humanidade que os produtores avançam a passos largos!
    Sempre à Frente Gaúchos!
    Parabéns por mais um excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir