Gemeos de Candido Godoi sao destaque

Imprensa repercute livro que atribui fenômeno a experiência de nazista. A curiosa incidência de gêmeos no município de Cândido Godói, no noroeste do Estado, ganhou destaque em publicações internacionais nesta semana.

Repercussões na Europa, referidas pelo jornalista Geraldo Hoffmann na Suíça, sobre o curiosa multiplicação de gêmeos no município gaúcho de Cândido Godói, redisbribuídas por BrasilAlemanha/Neues, foram também tema de Zero Hora na seguinte reportagem publicada em sua edição impressa de 23 01. Para os leitores Neues, aqui novas facetas do mesmo assunto:

Um texto veiculado no jornal Daily Telegraph, com base em informações do livro Mengele: el Ángel de la Muerte en Sudamérica (Mengele: O Anjo da Morte na América do Sul), lançado no ano passado pelo argentino Jorge Camarasa, multiplicou-se em sites de países da Europa e da América do Sul.

Segundo Camarasa, o médico nazista Josef Mengele, o “anjo da morte” do campo de concentração de Auschwitz, estaria por trás da alta incidêndia de gêmeos no município gaúcho, “onde ele enfim pôde realizar seus sonhos de criar uma raça de arianos loiros e com olhos azuis”. A existência de gêmeos foi uma das obsessões de Mengele. Nos anos de domínio nazista na II Guerra Mundial, ele buscou uma chave genética para regular os nascimentos, para fazer com que as arianas puras pudessem gerar filhos em dobro para o Terceiro Reich.

Depois de se refugiar no Paraguai, ele teria, na década de 60, feito uma série de viagens a Cândido Godói, de acordo com as pesquisas de Camarasa. O historiador relata ter ouvido de moradores que um médico alemão chamado Rudolph Weiss teria visitado a cidade nessa época. Depois de curar doenças de animais, ele teria passado a tratar mulheres com estranhos medicamentos e a colher o sangue delas. O médico seria, na verdade, Mengele.

– Há testemunhos de que ele atendeu mulheres, acompanhou sua gravidez, as tratou com novos tipos de drogas e preparativos, falou em inseminação artificial de seres humanos e continuou trabalhando com animais, afirmando que era capaz de fazer vacas produzirem gêmeos machos – disse o historiador ao jornal inglês.

Obra de 1995 já citava influência de Mengele

A história ganhou espaço em sites de países como Argentina, Uruguai, Paraguai, além de outros veículos da Inglaterra e até da Suíça (veja reproduções nesta página). A suposta ligação entre Mengele e a “Terra dos Gêmeos”, porém, não é novidade.

Em 1995, ela apareceu no livro Odessa al Sur, do próprio Camarasa, e foi contada em reportagem de Zero Hora intitulada O Anjo da Morte Passou pelo RS. Autor de dois livros sobre a presença de refugiados nazistas na Argentina, resultado de 15 anos de pesquisas, Camarasa havia descoberto depoimentos coincidentes sobre a passagem de Mengele pelo Estado.

Em Odessa al Sur, ele já afirmava que Mengele esteve em Cândido Godói no início dos anos 60, o que teria provocado o fenômeno no município gaúcho: “Desde 1963, foram registrados mais de 50 nascimentos de gêmeos em Cândido Godói, sendo a média mundial de um em cada 20 partos. É algo surpreendente, sem similar registrado na literatura científica mundial: um em cada cinco partos”.

Multimídia:  além do inglês Telegraph, assunto foi publicado em sites... como Tages Anzeiger (Suíça), La Nación (Paraguai), Infobae.com (Argentina)...... e Mail Online (Inglaterra)

Confira a matéria original no Daily Telegraph, de Londres - gentileza do nosso leitor Neues Geraldo Wickert.

Fonte: Zero Hora, edição impressa, Porto Alegre, RS - 23 01 2009
Site: www.zerohora.com.br
Share on Google Plus

About Geraldo V Laps

         
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro.

1 comentários:

  1. A VERDADE SOBRE OS GÊMEOS DE CANDIDO GODÓI

    A declaração de Jorge Camarasa, escritor argentino, de que o médico nazista Josef Mengele, teria feito experimentos em mulheres baseada em relatos do médico Anencir Flores da Silva de Candido Godoi não é verdadeira.
    Eu, Dr. Anencir nunca falei isso. A prova disso está no livro “Meus Dois Corpos” lançado em 2007, antes portanto do lançamento do livro do Camarasa.
    O livro “Meus Dois Corpos” de Anencir Flores da Silva (médico) e Jacinto Anatólio Zabolowski (advogado), explica por testemunhos, reportagens e fotos que se tratava de uma espécie de organização cuja equipe chefiada por Mengele, era formada por um falso dentista que tratava dentes e que tirava sangue das pessoas. Pois este tinha um laboratório no interior de um veículo fechado.
    Havia também um Curandor, que se apresentava como médico, dava remédios, chás etc e curava feridos com um líquido que ele teria trazido a fórmula da Alemanha.
    E havia também, um Mascate que vendia roupas nas casas, suspeita que este seja o sujeito que selecionava os casais para estudos. Todos eram alemães mas nenhum dos três era Mengele.
    O livro “Meus Dois Corpos” foi escrito recolhendo informações, reportagens, fotos por 10 anos e lançado em Outubro de 2007 na Feira do Livro em Porto Alegre. Durante este período os testemunhos eram vivos. Hoje muitos já morreram.
    Na mesma época, década de 60, pessoas percorriam a região dos gêmeos para comprar sangue e havia também um misterioso sumiço de cães desapareciam da noite para o dia.
    Suspeita-se que as experiências eram realizadas numa casa em São Pedro do butiá, município próximo a Candido Godói.
    Mengele via nesta região um ambiente propício e um terreno fértil para seguir com suas experiências que desenvolvera no campo de Auschwitz: tornar realizado seu grande sonho de desenvolver uma raça ariana pura.
    Mas Mengele não conseguiu seu intento, perseguido, precisava se refugiar.
    Talvez tenha apenas observado e estudado o fenômeno dos gêmeos (maior agrupamento de gêmeos do mundo).
    Mas não influenciou, não manipulou, não modificou, não que quisesse, é porque não conseguiu.
    Pelo conhecimento que tenho do fenômeno, continuo a afirmar, trata-se de um fenômeno natural de isolamento genético.
    Mas... O mistério continua.
    A verdade precisa vir a tona.
    Anencir Flores da Silva
    Médico de Candido Godói,
    um dos autores do livro “Meus Dois Corpos”.

    e-mail: cliniplan@yahoo.com.br
    e-mail editora: coli@coligrafia.com.br

    ResponderExcluir