Intolerância, racismo e violência








Estava tentando evitar falar sobre os episódios degradantes das palavras proferidas por uma torcedora do Grêmio no jogo contra o Santos, pela Copa do Brasil. Mas com os desdobramentos, mais desagradáveis possíveis, ainda mais com os fatos deste dia 12/09, é inevitável escrever aqui: torcedores de estádio são apenas uma amostra do universo maior de um clube de futebol. 


Avaliar por amostra demonstra um grande erro seja ele, estatístico ou opinativo. Não somos por opinião, dominantes no universo, e a cada um traduz seu sentimento. E o que justifica a noticia do dia de hoje: "pivô de racismo contra Aranha tem casa incendiada: O incêndio foi nesta madrugada e não tinha ninguém em casa, apenas alguns móveis. Acreditamos que tenha sido criminoso. Os vizinhos foram responsáveis por alertar os bombeiros", disse Alexandre Rossato, advogado de Patricia"


Para trilha sonora deste artigo, trazemos o ícone maior, seja pelo sua identificação com o clube Grêmio Football Porto Alegrense, como pelo seu recado a esses moços, "..que vão ao inferno em busca da luz..." 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

@pharispoa