Eleições e a importância do voto








Em outubro estaremos exercendo o mais legítimo direito de todo cidadão brasileiro: votar!! Impressiona ainda que muitas pessoas ainda não escolheram seus candidatos, engrossando a fileira dos indecisos ou votos de pesquisa e/ou opinião.

Trata-se de uma decisão de seu futuro e/ou de seus filhos, netos e que envolvem milhões de pessoas em todo território nacional, além de vários que votam no exterior. Candidatos não estão indiferentes a esta decisão e tentam, das mais diferentes formas,  fazer com que o eleitor vote neles, mesmo sem convicção.

Nota-se isto, através do programas eleitorais, das propostas caça-votos, que dificilmente sairiam do papel, seja pela inviabilidade econômica ou por não ser atribuição do candidato, lembrando que as atividades do Legislativo (Deputados e Senadores) e Executivo (Governadores) são definidos pela Constituição Federal, mas com um comportamento passivo dos eleitores, que votam e não cobram as promessas depois, tudo pode ser dito no mundo mágico das propagandas no radio e televisão (bem distante de nossa realidade).

Um voto consciente dá um pouco de trabalho, consiste em acompanhar as propostas, ver currículo dos candidatos, ver se as idéias são compatíveis com suas aspirações, afinal ali estará o meu representante para o próximo período de quatro anos. 

O editor do blog tem já seus candidatos escolhidos, baseado nos critérios de representatividade, respeitabilidade e exercício de funções seja no Legislativo e/ou Executivo.

Seu voto vale mais que um prato de feijão, um quilo de arroz e punhado de promessas, vale seu futuro e seus ideais, isto não tem preço.

Vote consciente, não vote por impulso e muito menos por programas de televisão e rádio que não mostre qual realmente será o papel do candidato, caso seja eleito.


Nenhum comentário:

Postar um comentário