Chuvas de primavera e o padroeiro

A Província de São Pedro do Rio Grande do Sul foi uma província do Império do Brasil, tendo sido criada em 28 de fevereiro de 1821 a partir da Capitania de São Pedro do Rio Grande do Sul (1807 — 1821). Foi criada em 1807, sucedendo a Capitania do Rio Grande de São Pedro (1760), subordinada à Capitania do Rio de Janeiro. 

A nova capitania, que tinha estatuto de capitania-geral com capital na cidade do Rio Grande, era independente e abrangia um território de limites pouco precisos, em terras antes sob domínio espanhol e já ocupada de facto por gaúchos, militares e, no final do século XVIII, por colonos portugueses, sobretudo açorianos, que lá receberam glebas de terra e sesmarias. O governo de Santa Catarina lhe era subordinado. 

O primeiro capitão-general da capitania foi Diogo de Sousa ( primeiro Conde do Rio Pardo ) militar e administrador colonial português.

Como estado mais meridional (localizado no extremo sul ) do Brasil, sua proximidade geográfica com os países do Prata (Argentina e Uruguai) o expõe no caminhos das intempéries climáticas, como tempestades e nevascas.

Pois nesta segunda feira não foi diferente, já que uma forte tempestade abalou todo o território gaúcho, gerando inundações e destruições, com registros de granizos (pedras de gelo) em vários locais da serra gaúcha (nordeste do estado).

Somente a foto ao lado (montagem gráfica da estatua do Laçador, em Porto Alegre) representa o sentimento do povo nestes dias em que a chuva é companheiro constante.

2 comentários:

  1. Estou impressionada como tem chovido no sul!
    Mas já ouvi que nova frente fria avança para o sudeste.
    Aqui temos tudo e temos nada. Haja saude.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sissy,

      E choveu hoje de novo... ontem foram muitos trovões e aguaceiros.. hoje só chuva..

      Abraço e obrigado pelo comentário

      Excluir

@pharispoa