As noticias que não falarei no #52posts

Acontecimentos no Rio Grande

A semana que sucedeu o ultimo artigo do #52posts foi intenso, tinha muitos assuntos para falar, mas prefiro não dar maior destaque, porque todos eles são uma repetição do que já falei aqui, na realidade, repetir estes acontecimentos é por deveras cansativo.

Na semana passada teve protesto (e paralisação parcial)  de professores da rede de ensino estadual, que cobram do governo,  a promessa eleitoral do pagamento do piso nacional do magistério. O governo fez "ouvidos de mercador".

O governador foi ao oriente médio fazer proselitimo politico ao doar, via Instituto Rio Grandense do Arroz, sacos de arroz aos refugiados palestinos, quando sabemos que existem milhares de familias gauchas abaixo da linha da pobreza. Eles estão excluidos dos programas sociais do governo, porque não "existem", mas a sua fome é real e diária.

Não dá para falar da Policia Federal que fez uma operação ampla, geral e irrestrita com os "tais negociantes de facilidades ambientais" em que foram presos secretários do meio ambiente estadual e municipal, empresários e consultores

E fiquei falando do que não falaria, mas em nenhum momento falei algo, como tudo, nada foi dito e o artigo foi concluido.

Talvez seja este vácuo de cumprimento de promessas e principalmente de solução que não levam a nada. 

Acabei  dizendo o que não falaria, talvez aprendi com o governo, que tudo é nada e o nada é tudo.

Até semana que vem no #52posts


Share on Google Plus

About Geraldo V Laps

         
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro.

1 comentários:

  1. Geraldo,

    São as incoerências do sistema.
    Irrita mesmo, porque nem toda a população é cega nem burra.

    Bjs

    ResponderExcluir