Protesto pró-Pussy Riot

É, não adianta, no extremo sul do Brasil, acontecem coisas estranhas. Nesta madrugada (sexta-feira), o consulado da Rússia em Porto Alegre (RS) amanheceu pichado  com mensagens de protesto contra o presidente do país, Vladimir Putin, e pedindo a liberdade para as integrantes da banda punk feminina Pussy Riot. 

Foto: Wesley Santos/Futura Press
Definitivamente, xingar o presidente da Rússia com um expressão da extrema-direita é  confundir os conceitos históricos. Mas, não muito longe, um ex-governador do estado se declarava marxista-cristão, então não devemos estranhar. Pelo menos, nos pampas gaúchos, sabemos o que falta é comprometimento com a verdade historica, mas isto daria assunto para outro artigo.

Fonte: Terra. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@pharispoa