Dejetos de cães não são perfumados

Para quem acompanha o blog, deve ter notado que uma postagem anterior : Não seja DJ no ônibus falei sobre o desrespeito de usuários que "obrigam" outros passageiros a "compartilhar" seus gostos musicais, ao ouvirem músicas sem fones de ouvidos. Este comportamento acabou por chamar a atenção do vereador Mário Fraga, que propos uma lei para acabar com este abuso, prevendo, inclusive, multas para quem desrespeitar esta norma reguladora no transporte coletivo. Aprovado pela Câmara de Vereadores, aguarda a sanção (assinatura) do prefeito para entrar em vigor.

Agora temos um comportamento que atinge a minha, a sua, as nossas cidades do Brasil inteiro :  o recolhimento pelo (a) dono (a) dos dejetos de seu cão no passeio público (calçada). Não vamos dizer que você, caro leitor , tenha este comportamento ou não. O que incomoda é que além de não serem "perfumados", também afetam as plantas nas quais os cães "depositam" seus desejos. Pior é o comportamento dos (as) donos (as) que "fazem de conta" que não está vendo e deixam por ali mesmo.

Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS
Ao que apelaram os moradores da rua Jacinto Gomes, no bairro Santana, em Porto Alegre, para uma campanha diferente, em cartazes colocados nos canteiros da calçada, fizeram um pedido para que os dejetos dos cachorros não fossem deixados no local. E o alvo do recado são os próprios animais:

"Prezado cachorro, contamos com a sua colaboração, já que não podemos contar com a colaboração do (a) seu (sua) dono (a)!", diz o bilhete.

— Desde que eles foram colocados, a situação melhorou bastante. Antes, as plantas (dos canteiros) não sobreviviam. Agora estão bonitas — completa o aposentado Nei Fagundes Machado, 79 anos, morador da região há 25 anos.

Em Porto Alegre, a Lei Municipal nº 8.840, de 20 de dezembro de 2001, tornou obrigatório o recolhimento de dejetos de animais conduzidos em espaços públicos. Quem infringir a legislação está sujeito a multa de cem Unidades Financeiras Municipais (UFMs), ou R$ 277,78 em valores atuais. 

Fonte: Zero Hora

2 comentários:

  1. Eu acho que melhorou muito, nos ultimos anos aqui no Rio, a educação dos donos de cachorros. Vejo a maioria recolhendo devidamente e com isso as calçadas estão mais limpas do que no passado. Ainda tem alguns que não estão nem aí... mas talvez mais um tempo e esses teimosos melhorem suas posturas.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sissy,

      Infelizmente aqui em Porto Alegre, fica muito a desejar, minha rua é um "esgoto" a céu aberto.. e olha que tem somente uma quadra.. infelizmente a educação aqui fica devendo..

      Abraço e obrigado pelo (mais este) comentário

      Excluir

@pharispoa