Nativismo, uma estrela imortal no céu

Eis que o cantor nativista Rui Biriva faleceu neste dia 25/04/2011, no Hospital das Clinicas em Porto Alegre, estava internado desde 14 de abril para o tratamento de um tumor no intestino grosso. Rui Biriva tinha 53 anos e era o caçula dos três filhos de Adalíbio e Malvina Leonhart, um casal de pequenos agricultores do distrito de Esquina Eldorado, em Horizontina. Depois de cursar Direito no Paraná, sem concluir o curso, o cantor deu início a uma carreira bem-sucedida como intérprete em festivais nativistas.

Rui Biriva e Jair Kobe (no Estádio Olimpico, do Grêmio)
E agora, este cantor, bem humorado, vai cantar e alegrar no céu, o imortal terá um torcedor fanático por lá, quem sabe o padroeiro do Rio Grande, São Pedro, não dá uma força. Confira a música (abaixo)  composta pelo cantor ao seu time do coração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário