O glamour, a polêmica e saudade dos bons tempos - GP Brasil

Houve um tempo que teve muito glamour, muita divulgação e reais motivos para acompanhar o Grande Prêmio Brasil de turfe disputado no Hipódromo da Gávea.  Aos poucos o glamour foi evanescendo como uma bruma que vem do mar e dissipa aquela que  foi a prova mais importante do turfe nacional, onde o tordilho Mossoró, de criação de Frederico Lundgreen venceu a primeira edição e depois foi o primeiro cavalo nacional a vencer em terras (pistas de corrida) inglesas. 

Estou para escrever sobre um  GP Brasil que teve a polêmica envolvendo dois haras poderosos na década de 80 : Haras Rosa do Sul (Matias Machline) e Haras sâo José & Expedictus (família Paula Machado). 

Nesta época o grande nome do Haras São José & Expedictus era Baronius (Falkland e Pavane por Chio), que ao longo de sua campanha venceu os grandes cavalos de sua época. Montado sempre por um dos melhores  jockeys que atuaram no turfe brasileiro em todos os tempos, o lendário bridão Gabriel Menezes, em que cuja opinião reside o fato que Baronius foi o melhor cavalo que montou em sua vida profissional.

Baronius
Os principais adversários de Baronius à época, era a parelha do Haras Rosa do Sul formada por Big Lark e Dark Brown, cujas chegadas com Baronius eram sempre eletrizantes, porém uma delas fugiu totalmente daquilo que se espera do turfe. O caso mais emblemático, e que passou para a história, foi a atribulada reta de chegada do GP Brasil de 80, onde o Baronius e essa parelha envolveram-se numa "troca de gentilezas" entre seus jockeys e, após um prolongado sino de reclamação, a Comissão de Corridas julgou como normal a chegada dando a vitória ao Rosa do Sul. Essa decisão é contestada até hoje.

Big Lark
Ambos os lados repercutiram o fato de que, quando Baronius fazia atropelada para ultrapassar Big Lark, Dark Brown deu um encontrão (voluntário ou não, há versões para as duas hipóteses)  em Baronius, retirando o impeto deste, dando oportunidade e recuperação para que Big Lark vencesse a corrida. 

Mais uma das grandes polêmicas que nunca foram resolvidas e nem aceitas pelos protagonistas do espetáculo. Afinal Dark Brown favoreceu ou não seu colega de farda e escuderia? Não sei, até por que para responder eu teria que defender um lado. Neste caso prefiro apenas relatar o fato..

Fonte : Turfe Brasil
Share on Google Plus

About Geraldo V Laps

         
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro.

0 comentários:

Postar um comentário