Aeroportos no caminho da estagnação

Salgado Filho International Airport (POA/SBPA)...Image via Wikipedia
Porto Alegre foi uma das sedes escolhidas para a Copa do Mundo de 2014. Tirando as comemorações, o Aeroporto Salgado Filho está longe de atender as necessidades da Fifa quanto ao atendimento dos volumes de pessoas e turistas que chegarão a cidade por conta dos jogos. 

Até um ano antes da Copa, pode ser que os usuários tenham que se contentar com uma estrutura provisória

Isso porque o que se viu até agora no aeroporto da capital gaúcha se resume a uma sequência de atrasos e protelações de todos os projetos apresentados. Modernizações que já deveriam de ter sido feitas para melhorar o atendimento dos passageiros e de empresas aéreas – que veem negados novos pedidos de voos devido à falta de posições nas pontes de desembarques nos horários solicitados – não saem do papel.

De todos os investimentos previstos, o mais aguardado – e há pelo menos 15 anos – pelos usuários do terminal é a instalação do ILS-2, que depende da ampliação da pista, por sua vez, dependente da remoção de famílias instaladas na área de expansão. O equipamento possibilitará operações em dias de nevoeiro fechado – reduzindo as horas perdidas enquanto se espera a nuvem se dissipar. Aviões poderão pousar com apenas 400m de visibilidade e 60m de teto – metade dos padrões atuais. Em maio, o Salgado Filho ficou 32 horas sem operações e, no mês passado, 5,5 horas.

Sendo assim, vamos ter que aguardar que a morosidade do orgão público responsável decida, em que termos, vamos encontrar o Aeroporto para Copa. Confesso que não estou muito otimista, porém até agora nada aconteceu para mudar este quadro.

Enhanced by Zemanta

Comentários