Conheça o Rio Grande do Sul

Com pouco mais de 3% do território brasileiro, o Rio Grande do Sul abriga 6% da população, gera um PIB de US$ 90 bilhões, é o maior produtor de grãos, o segundo pólo comercial e o segundo pólo da indústria de transformação nacional. Aqui alcançamos a terceira posição no Índice de Desenvolvimento Humano entre os Estados do país e desfrutamos da alta qualidade de vida.

Abundância de água, energia, transportes e comunicação se distribuem num território de fascinantes belezas onde atua um povo oriundo de muitas raças, com uma cultura de trabalho e firme adesão a valores elevados.


O Rio Grande do Sul é um estado hospitaleiro, aberto a quem queira produzir, trabalhar, ou desfrutar de seus encantadores cenários, atraente culinária e empolgante tradição.

Share on Google Plus

About Geraldo V Laps

         
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro.

5 comentários:

  1. Eu amo o RGS.
    Amo nossas tradições, sotaque, churrasco inigualável, o espírito de luta que a gente tem.

    Mesmo que os políticos e governos tentem diminuir nosso valor, o povo gaúcho sempre dá um jeito de não deixar o chimango cair.

    beijos e adorei.
    Maria Souza - Porto Alegre - RS

    ResponderExcluir
  2. belo estado! parabéns pelo post ,gostei a paz

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Geraldo!
    O Rio Grande do Sul é mesmo um estado que todo mundo deveria conhecer. São lindas tradições e um povo muito hospitaleiro.
    Parabéns pelo post que, além de trazer informações sobre o estado, é um convite a todos e uma bela homenagem ao RS.
    Forte abraço, Fernandez.

    ResponderExcluir
  4. Geraldo amigo, lendo teu texto fiquei com saudade da nossa terra. Ah, a beleza do final da tarde com o sol se pondo e avermelhando o Guaíba! Lindo! E os dados que você trouxe, confesso que não conhecia... Adorei!

    Grande Abraço

    Denize

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Em todo o Rio Grande do Sul existem paisagens e pessoas muito interessantes. É um dos melhores estados brasileiros para se conhecer.

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderExcluir